quinta-feira, setembro 07, 2006

O paradoxo da película a contra-luz

Apesar de uma fotografia de 500px ser demasiado pequena para poder ser genuinamente apreciada, nada dá mais prazer do que olhar para um negativo a preto e branco a contra-luz. Com ele ainda molhado e a pingar restos de Agepon, evidentemente.


| LD | não, não é o Camané | Porto | Fevereiro 2006 |

4 comentários:

supertatas disse...

é o maior :D

bruno disse...

agepon, pffffffff...

JL disse...

repara, a tatas acha o Agepon o maior.
:)

Calamity Spot disse...

olha, voltei aos blogs. que fixe encontrar-te por aí. :') It is I, LeSpot. ;)